Já conhecem as campainhas GUNA?

Nesta árdua luta pela sobrevivência, o meu filho Alexandre Castro acabou de se lançar num projecto, cuja ideia original partiu de Liliana Ferreira, com quem desenvolveu uma parceria, originando um objecto que, pela sua originalidade, quero partilhar convosco. Dou a palavra ao criador:

Porque para mim sempre foi importante explorar o mundo e descobrir coisas novas, menos no sentido de ir aos Himalaias, mas mais em descobrir as realidades e possibilidades escondidas ao virar a esquina, venho apresentar-vos um projecto novo que não tem nada a ver com computadores (…).O projecto teve o seu início com uma ideia da Liliana Ferreira à qual me associei para a tornarmos real. Apresentamo-vos a Guna, uma marca de campainhas de bicicleta (pelo menos para já, no futuro provavelmente iremos fazer pinturas com chamas para os próximos foguetões para Marte. Ainda estamos a discutir isso com o Elon mas parece-me a sequência óbvia). A mim pessoalmente aborrece-me o discurso da maior parte das marcas actuais onde tudo é perfeito, tudo é hiper seguro, onde ser radical é ter umas calças pré-rasgadas de uma marca qualquer. Penso que estamos a encontrar um equilíbrio interessante para a Guna. As campainhas têm motivos que nos parecem funcionar para um espectro largo de pessoas e ao mesmo tempo temos um discurso que nos liga a uma realidade muito concreta e que não faz questão de ser suave. Independentemente dos caminhos que acabaremos por percorrer estou muito entusiasmado para perceber aonde eu e a Liliana iremos chegar.Coisas práticas:

  • Lançámos 2 campainhas, hoje, de uma colecção de 10. Iremos lançar as outras até dia 13 de Julho. Estamos a fazer um preço de lançamento de 15,5€. Se saírem já de casa para comprarem a bicicleta que não têm, provavelmente ainda voltam a tempo.
  • Temos um site, https://guna.pt com a apresentação do projecto e lista dos lojas onde podem adquirir as campainhas, etc..
  • Temos uma mailing list: http://eepurl.com/dy7Wgn, podem inscrever-se para irem recebendo as nossas novidades (novas campainhas, coisas que acontecem no mundo real, etc.)
  • Temos um email mail@guna.pt. Podem contactar-nos para qualquer assunto, parecerias, encomendas, perguntas idiotas, hate mail.
  • E temos facebook em https://www.facebook.com/guna.bells

E, agora, digo eu: gostaram? Asseguro-vos, também, acabamentos de primeira. Então, aproveitem, antes que algum «oriental» ache graça à ideia e a canibalize lá para os lados do oriente…

celebremos o 44º aniversário do 25 de Abril de 1974

No próximo dia 25 de Abril, a partir das 10 horas da manhã, a EMACO, em organização coadjuvada pela Associação dos Antigos Alunos do Liceu de Oeiras e com a colaboração de MAPA Associação Cultural e da Biblioteca Operária Oeirense, levará a efeito uma sessão evocativa do dia 25 de Abril de 1974, celebrando o 44º aniversário do dia inicial, inteiro e limpo em que emergimos da noite e do silêncio(…), como tão bem o definiu Sophia.

A sessão terá lugar no auditório da Escola Secundária Sebastião e Silva (antigo Liceu de Oeiras). Vejam a aliciante programação no cartaz:

Respiga-se da Mensagem que nos chegou da Direcção da Associação 25 de Abril evocativa deste aniversário e que será integralmente apresentada neste evento:

Quando há 44 anos os Capitães de Abril quebraram as correntes da ditadura, resgataram a Liberdade, abriram o caminho ao fim de uma guerra sem sentido e à Paz, e viram o povo português envolver-se profunda e entusiasticamente no processo de reconstrução da felicidade, sentiram-se profundamente realizados na iniciativa a que haviam metido ombros: o sonho de servir o seu povo, ideal maior dos militares, estava a acontecer, a realidade suplantava mesmo os mais ambiciosos sonhos.

A epopeia colectiva viria mesmo a tornar-se um acto único da História Universal(…).

Goa, um poema vivo

No próximo dia 15 de Abril, pelas 15h30, a convite da Casa de Goa e no seu auditório, em Lisboa (à Calçada do Livramento, nº 17) terá lugar uma sessão subordinada ao tema Goa, um poema vivo, na qual, com José Fanha e Ana Freitas, participarei na leitura de poemas alusivos ao tema proposto.

Haverá, também, danças e cantares de Goa – com a participação do Ekvat, bem como uma exposição de desenho, pintura e escultura de três artistas que visitaram Goa pela primeira vez

Programa aliciante – digo eu, com toda a imodéstia – mas porque me parece, na verdade, um aliciante programa, conhecendo como conheço a organização do evento.

Apareçam, pois, que a vossa presença enriquecerá, decerto, o evento.

o Dia Mundial da Poesia
e o 15º aniversário da Comunidade de Leitores e Cinéfilos
das Caldas da Rainha

No próximo sábado, dia 14 de Abril, pelas 14h30, na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha, celebrar-se-á o 15º aniversário da profícua actividade da Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha, a par da celebração do Dia Mundial da Poesia.

Para além da programação – que podem ver no cartaz abaixo -, muito me honra ombrear com Isabel Gouveia na homenagem que terá lugar, pelo acompanhamento que sempre demos a esta Comunidade, no seu labor incessante e ao longo já de quinze anos.

Não ficando as Caldas da Rainha logo ali ao virar da rua, não será tão distante assim que não possa contar com a vossa visita para enriquecimento do evento. Apareçam, pois, que a boa recepção está assegurada…

Programa:

Damos a conhecer as linhas gerais do programa da Comemoração dos 15 anos de actividades da Comunidade de Leitores e Cinéfilos, Comemoração do Dia Mundial da Poesia e Homenagem aos Poetas Isabel Gouveia e Jorge Castro, na Biblioteca Municipal e dos principais participantes, No próximo sábado, dia 14 de Abril  na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha.

A Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha celebra o seu 15.º Aniversário, a 40.ª Sessão Cultural na Biblioteca, a Comemoração do Dia Mundial da Poesia e uma justíssima homenagem aos Poetas  Isabel Gouveia e Jorge Castro, que, com uma vasta obra literária publicada, são Membros Honorários da Comunidade de Leitores e Cinéfilos, há 15 anos colaboram com a Comunidade em todas as acções culturais e, entre outros prémios, receberam  Medalhas de Mérito Cultural, atribuídas, respectivamente, pelas Câmaras Municipais de Caldas da Rainha e de Cascais.

A sessão, como habitualmente, inclui  Poesia, Canto, Dança e Música, estando já garantida a presença, dos homenageados, Isabel Gouveia e Jorge Castro. Este ano, as participações especiais são, da Orquestra Juvenil da Vila de A dos Francosdirigida pelo Maestro Diogo Esteves, que vai tocar, Castle Hill Overture, de Anne McGinty; The Teempes, de Robert W, Smith; Celtic Air and DanceTequila e Land of Hope and Glory, de Sir Edward Elgar; da cantora e poeta Joana Rodrigues, de Lisboa e  do  Grupo de Dança Super Flash, dirigido pela Coreógrafa Sónia Luís, de Caldas da Rainha, que vai interpretar os temas de grandes clássicos do teatro e cinema musicais, O Fantasma da Ópera e West Side Story.

Também vão participar  os poetas, de Coruche, Ana Freitas, Ernesto Fonseca, Gabriela Rangel, Idália Silva e Maria Augusta Ambrósio; de Carcavelos, Carlos Feio, David Silva e Eduardo Martins e Graça Patrão; das Caldas da Rainha,  os poetas Mena Santos, Maria Portugal e Lucinda Pratas, e pela Universidade Sénior, António Vicente e Victor Duarte. Participam também das Caldas da Rainha, José Nuno Valadas e Rúben Dias. A sessão termina às 17.30 h.

P’ la Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha

Carlos e Palmira Gaspar

maratona de poesia em Oeiras
– 21 de Março de 2018

Em 21 de Março decorrerá a Maratona de Poesia, em Oeiras, em que também participarei.

Assim, a partir das 18 horas desse dia haverá farta escolha, distribuída por diversos espaços culturais localizados no centro histórico de Oeiras.

Segue o quadro geral, com indicação de horários e respectivos locais, bem como indicação de participantes e temas a abordar.

paisagística efémera II

Aparentemente infindável a capacidade de a beira-mar se mostrar beira-vida, nessa imensa diversidade…

espaço dunar I

espaço dunar II

espaço dunar III

desfocagem virtual

o efémero incongruente (ou a rampa de lançamento ao chão…)

um português, aqui

o equilíbrio sempre possível a-ver-o-mar

chuveirinho intervencionado

  • fotografias de Jorge Castro