convite – O Mar em Nós – o meu novo livro de poemas
– 106ª sessão das Noites com Poemas

Não sei – não sabe ninguém, como se diz no fado… – para que serve escrever um poema. Sei, apenas, dessa pulsão íntima. Sei, depois, do imperativo da partilha.

Dos bons humores de cada receptor vou coleccionando os ecos.

E reincido.Daí o nascimento de um meu novo livro de poemas, seguindo anteriores pegadas. Desta feita, trata-se de Um Mar em Nós – poemas de outro cantar -, uma vez mais com edição da Apenas Livros, algo assim como para cima de 250 poemas, que me foram sendo suscitados pelo lastro dos dias, ditos aqui e ali e que estavam por publicar…

O seu lançamento terá lugar no próximo dia 25 de Maio (sexta-feira), pelas 21 horas, no Centro Cultural Palácio do Egipto, em Oeiras (no centro histórico, junto à Igreja Matriz e ao quartel dos Bombeiros), integrando a iniciativa Noites com Poemas, que venho coordenando desde 2005. Nesta 106ª sessão serei, pois, eu o meu convidado.

O evento contará, como sempre, com a organização da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras e terá o apoio da Câmara Municipal de Oeiras.

Mário Piçarra levar-nos-á canções que compôs sobre poemas de minha autoria. Alguns amigos dirão, também, de sua justiça e a propósito… Mas conto com a presença de todos, claro, sem os quais a poesia dita perde a sua graça.

No entanto, para todos aqueles outros, dos meus círculos de afectos, que, por temperamento, pela distância… enfim, por indizíveis razões, mesmo não estando presentes, estejam interessados em obter esta minha nova obra, por favor, dêem-me conhecimento de tal, através do endereço jc.orca@gmail.com,  e haveremos de encontrar modo expedito de resolver o assunto.

Nota final – Para quem não possa (mas gostaria de) comparecer na sexta-feira, estarei, também, no dia 26 de Maio (sábado), pelas 21h30, no Chá da Barra, também em Oeiras (logo ali ao lado), em iniciativa proposta por Francisca PatrícioJosé Mendonça… e que também andará em volta dos meus poemas. Apresento, ainda, as minhas desculpas pelo tardio deste convite, motivado por imponderáveis que me transcendem… mas que se nos impõem ao arrepio de lógicas.

Até já. Até lá. Até sempre.

Abraços,

Jorge Castro

celebremos o 44º aniversário do 25 de Abril de 1974

No próximo dia 25 de Abril, a partir das 10 horas da manhã, a EMACO, em organização coadjuvada pela Associação dos Antigos Alunos do Liceu de Oeiras e com a colaboração de MAPA Associação Cultural e da Biblioteca Operária Oeirense, levará a efeito uma sessão evocativa do dia 25 de Abril de 1974, celebrando o 44º aniversário do dia inicial, inteiro e limpo em que emergimos da noite e do silêncio(…), como tão bem o definiu Sophia.

A sessão terá lugar no auditório da Escola Secundária Sebastião e Silva (antigo Liceu de Oeiras). Vejam a aliciante programação no cartaz:

Respiga-se da Mensagem que nos chegou da Direcção da Associação 25 de Abril evocativa deste aniversário e que será integralmente apresentada neste evento:

Quando há 44 anos os Capitães de Abril quebraram as correntes da ditadura, resgataram a Liberdade, abriram o caminho ao fim de uma guerra sem sentido e à Paz, e viram o povo português envolver-se profunda e entusiasticamente no processo de reconstrução da felicidade, sentiram-se profundamente realizados na iniciativa a que haviam metido ombros: o sonho de servir o seu povo, ideal maior dos militares, estava a acontecer, a realidade suplantava mesmo os mais ambiciosos sonhos.

A epopeia colectiva viria mesmo a tornar-se um acto único da História Universal(…).

Goa, um poema vivo

No próximo dia 15 de Abril, pelas 15h30, a convite da Casa de Goa e no seu auditório, em Lisboa (à Calçada do Livramento, nº 17) terá lugar uma sessão subordinada ao tema Goa, um poema vivo, na qual, com José Fanha e Ana Freitas, participarei na leitura de poemas alusivos ao tema proposto.

Haverá, também, danças e cantares de Goa – com a participação do Ekvat, bem como uma exposição de desenho, pintura e escultura de três artistas que visitaram Goa pela primeira vez

Programa aliciante – digo eu, com toda a imodéstia – mas porque me parece, na verdade, um aliciante programa, conhecendo como conheço a organização do evento.

Apareçam, pois, que a vossa presença enriquecerá, decerto, o evento.

o Dia Mundial da Poesia
e o 15º aniversário da Comunidade de Leitores e Cinéfilos
das Caldas da Rainha

No próximo sábado, dia 14 de Abril, pelas 14h30, na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha, celebrar-se-á o 15º aniversário da profícua actividade da Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha, a par da celebração do Dia Mundial da Poesia.

Para além da programação – que podem ver no cartaz abaixo -, muito me honra ombrear com Isabel Gouveia na homenagem que terá lugar, pelo acompanhamento que sempre demos a esta Comunidade, no seu labor incessante e ao longo já de quinze anos.

Não ficando as Caldas da Rainha logo ali ao virar da rua, não será tão distante assim que não possa contar com a vossa visita para enriquecimento do evento. Apareçam, pois, que a boa recepção está assegurada…

Programa:

Damos a conhecer as linhas gerais do programa da Comemoração dos 15 anos de actividades da Comunidade de Leitores e Cinéfilos, Comemoração do Dia Mundial da Poesia e Homenagem aos Poetas Isabel Gouveia e Jorge Castro, na Biblioteca Municipal e dos principais participantes, No próximo sábado, dia 14 de Abril  na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha.

A Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha celebra o seu 15.º Aniversário, a 40.ª Sessão Cultural na Biblioteca, a Comemoração do Dia Mundial da Poesia e uma justíssima homenagem aos Poetas  Isabel Gouveia e Jorge Castro, que, com uma vasta obra literária publicada, são Membros Honorários da Comunidade de Leitores e Cinéfilos, há 15 anos colaboram com a Comunidade em todas as acções culturais e, entre outros prémios, receberam  Medalhas de Mérito Cultural, atribuídas, respectivamente, pelas Câmaras Municipais de Caldas da Rainha e de Cascais.

A sessão, como habitualmente, inclui  Poesia, Canto, Dança e Música, estando já garantida a presença, dos homenageados, Isabel Gouveia e Jorge Castro. Este ano, as participações especiais são, da Orquestra Juvenil da Vila de A dos Francosdirigida pelo Maestro Diogo Esteves, que vai tocar, Castle Hill Overture, de Anne McGinty; The Teempes, de Robert W, Smith; Celtic Air and DanceTequila e Land of Hope and Glory, de Sir Edward Elgar; da cantora e poeta Joana Rodrigues, de Lisboa e  do  Grupo de Dança Super Flash, dirigido pela Coreógrafa Sónia Luís, de Caldas da Rainha, que vai interpretar os temas de grandes clássicos do teatro e cinema musicais, O Fantasma da Ópera e West Side Story.

Também vão participar  os poetas, de Coruche, Ana Freitas, Ernesto Fonseca, Gabriela Rangel, Idália Silva e Maria Augusta Ambrósio; de Carcavelos, Carlos Feio, David Silva e Eduardo Martins e Graça Patrão; das Caldas da Rainha,  os poetas Mena Santos, Maria Portugal e Lucinda Pratas, e pela Universidade Sénior, António Vicente e Victor Duarte. Participam também das Caldas da Rainha, José Nuno Valadas e Rúben Dias. A sessão termina às 17.30 h.

P’ la Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha

Carlos e Palmira Gaspar

105ª Sessão das Noites com Poemas com o escritor Júlio Conrado

(Conforme mensagem enviada por Rui Lemos)

A viagem continua. Cá vamos nós para mais uma sessão das Noites com Poemas, com o apoio da Câmara Municipal de Oeiras, debaixo da especial supervisão e organização do Jorge Castro que, como sempre, nos traz um convidado excelente e sempre bem acompanhado pelos poetas da casa que farão as suas intervenções.

Desta vez temos um sócio da EMACO, o escritor Júlio Conrado. Sigam as sábias palavras do Jorge:

No próximo dia 23 de Março (sexta-feira), pelas 21 horas, na Biblioteca Municipal de Oeiras, na próxima sessão das Noites com Poemas, contaremos, como convidado, com o escritor e crítico literário – simbiose de curiosa gestão e não isenta de risco… – Júlio Conrado.

Propõe-nos o convidado, como tema:

– Carcavelos nos 55 anos de carreira literária de Júlio Conrado 

O Professor José d’Encarnação trará consigo, também, o seu testemunho amigo, sempre precioso,  e alguns amigos mais preencherão o serão com poemas do autor e não apenas. Teremos, então, entre outros, Ana Freitas, Carlos Peres Feio, Eduardo Martins, Francisco José Lampreia… e por aí fora.

Carcavelos virá, também e necessariamente, à baila com poesia à mistura e, ainda, como elemento surpresa, um breve desempenho musical do  Sexteto 5+1 (5 Clarinetes+1 Saxofone Tenor), com o apoio da Direcção da Sociedade de Instrução Musical  e Recreio de A-dos-Francos (Caldas da Rainha) e da Junta de Freguesia da mesma localidade. Sim, porque isto anda tudo ligado… e mais não digo. Já sabem: o melhor é experimentá-lo.

Contamos, como sempre, com a vossa presença para que esta sessão plenamente se realize.

Perfil e bibliografia do autor:

(mais…)