100 Noites com Poemas
o livro-álbum no seu lançamento
na Feira Medieval de São Domingos de Rana

Decorreu, no passado dia 09 de Abril de 2017 e integrando as festividades
 da Freguesia de São Domingos de Rana, na sua Feira Medieval, 
a sessão de lançamento do livro-álbum 100 Noites com Poemas, com edição da Apenas Livros
Esta obra, que integra o descritivo das 100 sessões realizadas entre 2005 e 2014, bem como as biografias dos incontáveis convidados que as ilustraram, é composta também por um conjunto de poemas originais, da autoria do chamado «núcleo duro» desta iniciativa, e ainda um acervo de várias centenas de imagens recolhidas em cada sessão.

Foi tornada possível a sua publicação graças à prestimosa colaboração e apoio com que contámos por parte da presidente da Junta de Freguesia de São Domingos de Rana, Dra. Maria Fernanda Gonçalves, que aqui vemos enaltecendo a qualidade gráfica e de conteúdos da obra em apresentação…

… e que disponibilizou, também, o espaço para o lançamento do livro, em recinto «acastelado» integrador da Feira Medieval que então decorria, e que aqui vemos na abertura da sessão e na apologia da obra já nascida. 

O Professor José d’Encarnação, amigo certo e  companheiro de tantas andanças deste projecto – como de incontáveis outros… – honrou-nos com a sua costumeira ilustração… 

… dando ainda mais brilho ao que ele apelida, no seu prefácio, como «contratorpedeiro» cultural.

Conciso e, ainda assim, repleto de saberes foi o seu discurso… 

… perante um recinto que se encheu até aos limites do possível…

… uma vez mais deixando-me com o penhor de gratidão por tão interessadas amizades que, incansavelmente, me deslumbram sempre no momento de dizer «presente!».

Depois, os agradecimentos com tendência para infinito, o que decorre da multidão de envolvimentos, de cumplicidades, de afectos com que sempre contei (e contámos!) ao longo desses nove anos de actividade em redor de um projecto poético.

E disse, por fim, um dos poemas constantes do livro-álbum.
Quis, com ele, homenagear, também, quantos – presentes e ausentes – ombrearam comigo, ao longo desses nove anos, construindo a par e passo, esse… deslumbramento.  Destaco:
– Alexandre Calmeiro e Castro
– Ana T. Freitas
– Carlos Peres Feio
– David Silva
– Eduardo Martins
– Estefânia Estevens
– Francisco José Lampreia
– João Baptista Coelho
-Lídia Castro
– Lourdes Calmeiro
Maria Francília Pinheiro
… e quantos mais se nomeiam ao longo do livro.
Com tantos contei muito.
Maria Fernanda Gonçalves encerra a efeméride…

… ao que se seguiu uma prolongada sessão de autógrafos, como é da praxe e, apesar dos pesares, nos sabe sempre bem. 

Como apontamento final, uma fotografia de grupo com vários responsáveis da iniciativa Um Poema na Vila, de Coruche, companheiros de sempre que, se souberam inspirar-se nas Noites com Poemas, souberam demais ganhar as asas próprias para voos que já contam com cinco anos de actividade em prol da Poesia. Venham mais cinco…!
Uma referência, ainda, ao apoio dado pela
  EMACO – Espaço e Memória Associação Cultural de Oeiras
apoio esse que também se revelou imprescindível para a concretização deste livro-álbum e com a qual contaremos para uma nova apresentação, desta feita no Templo da Poesia do Parque dos Poetas (Oeiras) e que terá lugar no próximo dia 26 de Maio, pelas 21 horas .  
– Fotografias de Lourdes Calmeiro

lançamento do livro-álbum
100 Noites com Poemas

 
Amizades,
Se é verdade que quem porfia sempre alcança, tenho uma boa notícia para vos dar:
– no próximo dia 09 de Abril de 2017 (domingo), pelas 16 horas, no Mercado de São Domingos de Rana, terá lugar o lançamento do livro-álbum 100 Noites com Poemas, com edição da editora Apenas Livros, obra que condensa os nove anos ininterruptos de labor em prol da poesia, entre 2005 e 2014, que ocorreram na Biblioteca Municipal de São Domingos de Rana (Cascais). Para esta apresentação contaremos com a presença do muito estimado professor José d’Encarnação.
Esta acção integrará, também, as festividades da Freguesia, que se encontram a decorrer na mesma data.
Depois de uma vida a que poderemos chamar atribulada, este projecto colheu o apoio definitivo e chegado em boa hora da Junta de Freguesia de São Domingos de Rana, na pessoa da sua presidente, Dra. Maria Fernanda Gonçalves – que o tornou viável – bem como o apoio da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras, que o reforçou.
Para todos aqueles que, de tantos e tão diversificados modos, contribuíram para o desenvolvimento deste projecto – e cuja presença compõe o corpo do livro-álbum, de onde esta caracterização -, creio bem que esta será, então, uma boa notícia.
E atrevo-me a dizer que será, também, uma boa oportunidade para nos voltarmos a encontrar, quem sabe, até, para o reinício desta actividade. Conto, pois, com a presença de todos. E divulguem, tragam amigos… façam, enfim, o que muito bem vos aprouver.
Fica, entretanto, desde já a informação de que no próximo dia 12 de Maio e com o envolvimento da Associação Espaço e Memória, decorrerá uma nova apresentação deste livro-álbum, para quantos não puderem comparecer àquele seu primeiro lançamento. Esta apresentação terá lugar, em princípio, no Templo da Poesia, no Parques dos Poetas, em Oeiras. Oportunamente enviarei detalhes e confirmação.
Abraços.
Jorge Castro

duas sugestões para o dia 12

Uma vez mais, duas opções para mim de peso equivalente e que aqui partilho convosco. 
A simultaneidade não me permitirá comparecer a ambas, obviamente. 
Mas a alguém interessará saber e, quem sabe, talvez até comparecer:
Com o patrocínio da minha amiga Ana Freitas, em Coruche:
Uma iniciativa deveras interessante da minha amiga Fernanda Frazão:
Amigos
Ao fim de 6 anos, terminei finalmente a minha primeira experiência em documentário. No próximo domingo, dia 12, às 18 horas, será apresentado no Museu do Teatro Romano, pela primeira vez, o filme que retrata um pouco da história das cartas de jogar entre nós. Procurei fazer um trabalho abrangente,de modo a perceber-se de que modo aqueles pequenos rectângulos de papéis colados se ligam a tantas profissões e se imiscuem nas nossas vidas… há centenas de anos. Apareçam. Terei muito gosto em conhecer a vossa opinião.

um pássaro antigo nos olhos…

… que voa, ainda, imponderável mas consistente, pelas mãos de Alice Duarte.  
 
Lá estarei, com honrarias de co-prefaciador, a meias com o bloguístico Herético, a trilhar os caminhos dos afectos que, mais do que quaisquer outros, se fazem caminhando.
 
Apareçam. Assegura-se um elementar momento poético!

sugestão
– para o dia 13 de Maio, na A25A

Apresentação da obra a cargo de Luís Filipe Sarmento e Jorge Castro 
“escrito no mais puro sal ora do desânimo ora da coragem ora do amor ou da revolta e da denúncia o autor persegue-nos numa azáfama de sons cheiros auras ritmos como se nos quisesse ser uma festa permanente de sentidos e de pensares. um constante sobressalto de matizes sombras concretas e logo seguidas de apaziguamentos e ainda da racionalidade cognitiva que faz de alavanca para uma fé de sobrevivência.”
Isabel Mendes Ferreira (do prefácio)
Manuel Veiga nasceu em Matela, Vimioso (Trás-os-Montes), e vive em Bobadela, concelho de Loures. É licenciado em Direito, tendo exercido advocacia alguns anos no início de carreira, que depois prosseguiu como consultor jurídico em Municípios da Área Metropolitana de Lisboa e mais tarde como Inspector Superior da Inspecção Geral da Educação, onde desempenhou funções no respectivo Gabinete Jurídico. 
Entretanto, havia sido redactor de noticiários da Emissora Nacional e Copywriter de publicidade. Colaborou esporadicamente na imprensa diária, designadamente no “Diário de Lisboa” e em “O Diário”, e regularmente em revistas periódicas, sobre temas de natureza política, económica e social, designadamente, a revista “Economia EC”, a revista “Poder Local”, e a revista “SEARA NOVA”, integrando presentemente o Conselho Redactorial desta última. 
Para além “Do esplendor das coisas possíveis” (poesia), agora dado à estampa pela Poética, é autor das obras “Poemas Cativos” (Poética Edições, 2014) e “Notícias de Babilónia e outras Metáforas” (Modocromia, 2015).